[Vamos ler um livro? - Opinião] Amados Gatos | José Jorge Letria

Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o 3º ciclo, destinado a leitura autónoma.
Sinopse
É antiga e profunda a paixão do autor pelos gatos e pelo seu singular universo de liberdade e soberania. Amados Gatos é um conjunto de textos que tem como ponto de partida os gatos de figuras famosas da literatura, das artes e da política, de Richelieu a Lenine, de Hemingway a Anne Frank, passando por Churchill, Marilyn Monroe, Paul Klee ou Zola, entre outros. Construídos com base em factos e figuras reais, estes contos reinventam a vida de gatos famosos e dos seus ilustres donos, assumindo-se como uma homenagem a estes felinos que o Homem nunca conseguiu domesticar. José Jorge Letria convive diariamente com os seus nove gatos, que partilham com ele o espaço e o imaginário da escrita. Amados Gatos é o testemunho de uma paixão e de um pacto de cumplicidade e afecto que o tempo se encarregou de fortalecer.
Foi sem dúvida um livro diferente, muito diferente de tudo o que costumo ler, mas lá está a magia de descobrir livros a passear na biblioteca, pois comprar (para mim) uma variedade de livros é mais complicado, nesse caso sou muito mais selectiva (pois o dinheiro é pouco), e mais uma vez graças à biblioteca descobri o prazer de uma leitura diferente.

Aprendi algumas coisas sobre alguns famosos que não sabia, e apreciei as personagens e as histórias por detrás delas. Houve algumas em que fiquei tipo: "Que raio de história esta...?", mas até essas tinham a sua dose de... "Je ne se pas"...

É um livro escrito estilo poético, filosófico, não são histórias narradas como eu pensava, basicamente são a contar como aconteceu, como há alguns livros que já li em que contam a vida dos famosos e dos seus animais com realismo, narração, este livro é mais fantasioso, algumas das histórias são até bastante fantasiosas, os gatos falam e algumas vezes são até um pouco lamechas demais para o meu gosto, é um bocado esquisito imaginar um gato a pensar e dizer certas coisas, mas tem o seu lado divertido. O meu gato maluco se falasse dizia tantas asneiras que até eu ficaria admirada com a sua imaginação, pela maneira como às vezes olha para mim quando o repreendo, estilo psicopata... Por exemplo, hoje quando o apanhei a roubar a minha comida da bancada, o mandei para o chão mas ele se recusou terminantemente e tive de lhe dar um empurrão (com cuidado, claro), ele não gostou nada e começou a miar de uma forma algo maldita... Não sei se hei-de rir ou ter medo...

Quanto ao livro, lê-se rápido, cada história não tem mais de duas, três páginas, abrange muitas pessoas, desde a antiguidade até a personagens mais recentes, ficamos a saber os personagens que gostavam de gatos (e até os veneravam) e os que não gostavam nada. Alguns desses fiquei bastaste surpreendida ao saber que não gostavam de gatos, mesmo assim houve sempre algum gato envolvido de alguma maneira nas suas vidas e neste livro estão os seus relatos (os dos gatos!).

Um livro curioso, a meu ver divertido, de leitura rápida e leve.

Podem ler um excerto do livro aqui.


Sem comentários:

Enviar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★


✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑