[Vamos ler um livro? - Opinião] Ao Encontro do Destino | Amy Hatvany

Sinopse
"Hannah perde a filha de 12 anos num acidente. Através da doação do fígado da filha, Hannah consegue salvar a vida de uma adolescente um pouco mais velha, Maddie.
Saída da redoma de proteção em que vivia por causa da doença, Maddie ganha uma nova esperança de vida para enfrentar, por fim, o desafio do mundo real.
Olivia, a sua mãe, é vítima da violência do marido, mas planeia um dia fugir de casa com Maddie sem que isso implique perder a custódia da filha.
Numa história arrebatadora e profundamente comovente, os caminhos destas três mulheres vão cruzar-se e as suas vidas irão alterar-se para sempre.
Um extraordinário olhar sobre a dor de três mulheres e a esperança que persiste quando se sobrevive ao inimaginável."

Tem sido muito difícil recomeçar um livro depois de ler "Se eu ficar". Já peguei, comecei e larguei uns 4 ou 5.
Este foi um destes... Estava sempre a pousar de lado, a pegar noutro, fartava-me, lá me dava um bocado de curiosidade para continuar, pousava, pegava noutro, não pegava em nenhum, recomeçava este, pousava, via televisão...
Até que quando dei por mim já o tinha acabado!!

Não quer dizer que este e o outros não sejam bons, simplesmente estou com a "maldição" do "nunca mais vou gostar de outro livro como gostei deste!". Senti o mesmo com Harry Potter, por exemplo. Demorou algum tempo até conseguir perder-me noutros livros.

Este é um bom livro, tem uma boa história (até três, pois é contado pela perspectiva de 3 mulheres, duas adultas e uma adolescente), que se envolvem e as histórias acabam por se cruzar.
Um romance que todas as mulheres deviam ler, especialmente as vitimas de violência doméstica.
Narra os sentimentos, o que as personagens estão a sentir de forma exímia, faz como se aqueles fossem os nossos próprios sentimentos naquele momento em que os estamos a ler.

É uma história muito intensa, bem escrita, muito terra-a-terra, realista e bem estruturada. É uma realidade do que acontece todos os dias em todo o mundo.

Só não gostei em especial de nenhuma personagem, não as detestei especialmente (a adolescente aborreceu-me um bocado com a estupidez típica adolescente), mas também não foram personagens que me marcaram de alguma forma. O que me marcou foi mesmo a história.

A palavra intensa descreve bem esta história, que me ficou na memória e me faz reflectir, mesmo muito...

Podem ler o excerto do livro aqui.

2 comentários:

  1. Pelo que dizes, bom tema, escritor mais ou menos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não ajudou nada o facto de eu ter ficado tão agarrada à história do "seu eu ficar". Ela é uma boa escritora, , mas a história também só me puxou mais para a frente porque nos inícios é mais dramas com quem tem filhos e isso, e com isso não me identifico por isso não me captava o interesse, mas depois quando começou a envolver mais personagens, mais histórias de vida e mais dramas não consegui parar de ler, tanto que já arranjei outro dela para ler, numa promoção, que é a história de duas irmãs, vamos ver como corre :)

      Eliminar

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★


✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑