[Apresentação] Paulinas Editora

Eu pessoalmente não sou religiosa, mas respeito a fé de todos aqueles que não a usam para o mal, como é o caso da Paulinas Editora que daquilo que já vi têm livros / autores que se inspiram na fé e solidariedade, algo que aprecio muito (solidariedade), ajudar as pessoas.
Não impinge a fé nem obriga ninguém a acreditar (nem eu se assim fosse permitiria esta parceria), foram muito simpáticos comigo, apenas interessados na importância da divulgação do gosto pela leitura e têm livros de tudo um pouco. Nem por um segundo nem uma letra me falaram ou impingiram fosse o que fosse de religiãoGosto muito dos biográficos e histórias de vida de pessoas como nós.
"Vamos doar livros à nossa biblioteca?" serve todos os gostos e credos, por isso considero esta parceria um (bom) desafio para mim, pessoalmente e espero sinceramente que ao dar a conhecer e divulgar a Paulinas Editora eu consiga, se assim tiver de ser, dar a descobrir os livros certos para as pessoas que deles precisam.
Por exemplo, na minha opinião (e no meu caso, com os avós)  julgo que encontramos aqui prendas óptimas para oferecer aos nossos pais e/ou avós, os que são de uma fé inabalável e muito religiosos, que além lhe estarmos a oferecer algo que gostam para ler, ainda estamos a fazer renascer neles o gosto pela leitura!
Só coisas boas! ;)
Paulinas Editora exprime o empenho criativo para traduzir a mensagem antiga, mas sempre nova, do Evangelho, na linguagem da comunicação; transmitir valores, comunicar esperança, apontar horizontes de vida nova às pessoas do nosso tempo. 

Paulinas Editora publica livros, vídeos, CDs, DVD's, pósteres e postais. 
A Palavra veste-se de arte e beleza, de ritmo e imagem, de música e som, corre veloz e silenciosa pelos caminhos do mundo.

Somos uma editora católica ao serviço do Evangelho e da pessoa humana, crente na oportunidade que representa o diálogo cultural e a intervenção no presente.

Os conteúdos e produtos de multimédia que produzimos visam contribuir para o crescimento integral da pessoa, preparando homens e mulheres não apenas para viver apaixonadamente o agora, mas também para inspirar  com sabedoria o futuro.

Algumas obras muito interessantes da Paulinas Editora:
Rosa Pich, mãe de 18 filhos e trabalhadora a tempo parcial, revela neste testemunho real a sua feliz e extraordinária aventura no seio da maior família com crianças e adolescentes escolarizados de Espanha e, possivelmente, da Europa. 

«Como ser feliz com 1, 2, 3... filhos?» fala de temas simples e complexos, comuns a todas as famílias com crianças, como a hora da refeição, a escolha da escola, as discussões com o marido, premiar e castigar, conciliar estudo e lazer, gerir o orçamento, amor e sexo, desporto, religião, morte, férias e logística.

O casal Aguilera Roca, também originário de famílias numerosas – Rosa Pich com 16 irmãos e o marido com 14 –, ignorou o conselho dado pelo médicos, quando viram morrer o segundo e terceiro filhos, e tendo, a criança sobrevivente, reduzidas possibilidades de ultrapassar os três anos de vida.

«Às vezes a ciência não acerta nas suas previsões, porque decidimos seguir em frente com os nossos planos para constituirmos uma família numerosa. Na cama de um casal ninguém se deve meter. [...] Hoje temos 15 filhos que vivem.»

Vejam a entrevista sobre este livro: Entrevista


Então, aquelas tardes com a avó Rosa tornavam-se mágicas. Ela sabia contar tantas histórias e conhecia tantas e tantas coisas! Através do conto e da ilustração, transmite uma série de valores e atitudes às crianças, para as educar na sua relação com as pessoas mais velhas da família, especialmente os avós. 


O biberão, a banheira, o automóvel, os trabalhos de casa e a escola, a playstation, o computador, os acidentes domésticos, os mimos e as repreensões, a oração e a fé… São muitos os momentos em que os pais correm o risco de ficar bloqueados, na primeira fase de crescimento dos seus filhos. 
Neste livro precioso, os autores analisam mais de 130 erros a evitar para nos tornarmos «Pais DOUTORADOS». Trata-se de um pequeno manual, com ilustrações divertidas, quase como um guia escolar para a «licenciatura em primogenitura», com base em conselhos de médicos e de pediatras e nas observações corretivas dos próprios filhos. 
Este livro poderá certamente ajudar os pais a avançar com maior perícia, na maravilhosa e difícil missão de serem «pais» e «mães» da nossa época.

Passados dois mil anos de história do Cristianismo, talvez não haja nenhum personagem que reúna à sua volta ainda hoje um consenso semelhante ao de Francisco, que, com 
a sua vivência humana e espiritual, continua a fascinar e interrogar muitos. Mas quem era, afinal, frei Francisco? A resposta é-nos sugerida por um retrato essencial do Santo, evocado sob a forma de romance através do diálogo entre frei Leão, seu afeiçoado companheiro de muitas peregrinações, e um jovem aspirante à vida franciscana, Pedro da Fossombrone.

Sem comentários:

Enviar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★


✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑