[Apresentação] Editora Coisas de Ler


A Editora foi criada em 2002 pela Dra. Ana Sampaio após a sua saída como responsável Editorial das Publicações Europa América.
A Dra. Ana desenvolveu para a Coisas de Ler um catalogo de clássicos da Literatura.

Natacha Serrão entrou na sociedade em finais de 2008, e constitui uma linha editorial da área técnica com publicações em áreas como Psicologia, Educação Saúde e Medicina que permanece até hoje também com uma linha infantil associada a essas áreas e que permite a divulgação da investigação e através da publicação de teses de mestrado e doutoramento de diversos técnicos especialistas e profissionais das mais variadas áreas do domínio cientifico, quer do panorama nacional como internacional , onde se destacam especialistas internacionais em áreas especificas da psicologia, como ansiedade, trauma e reabilitação. 

Hoje com 12 anos de existência, a Coisas de Ler tem representação nas principais livrarias no panorama Nacional, loja on-line e representação internacional no Brasil e Moçambique.  

Algumas obras da Editora


No seu todo a obra a obra espelha uma bem estruturada estratégia de entender, por um lado, o modo como as crianças e jovens com autismo vivem o seu quotidiano e, por outro, a forma como os educadores naturais (famílias) e profissionais (em especial os docentes) podem agir para a otimização do potencial de desenvolvimento e de aprendizagem dessas crianças e jovens. Como princípio orientador desta mediação, Ana Saldanha frisa, logo à entrada que são mais comuns as caraterísticas das crianças com autismo em relação aos seus pares do que as diferenças.

Para conferir mais ênfase a esta ideia crucial, a autora recorre ao psicólogo espanhol Ángel Rivière, considerado internacionalmente como um dos mais prestigiados estudiosos do autismo.




 À semelhança de Sun Tzu, seu antepassado e autor de “A Arte da Guerra”, também publicado por esta editora, Sun Bin traça directrizes que ultrapassam a esfera do confronto bélico, e não é por acaso que a sua obra é hoje utilizada como fonte de inspiração em domínios tão diversos como a política, a diplomacia, os negócios, o comércio, o desporto. Afinal, também os pressupostos teóricos da Nova Arte da Guerra assentam numa secular tradição do pensamento chinês, que enfatiza a visão do mundo como um todo dinâmico em que o ser humano se pode integrar harmoniosamente, em consonância com o princípio universal, ou «caminho», que governa o céu e a terra. Apesar da distância temporal e do fosso cultural que nos separam da época dos Reinos Combatentes, sem dúvida que os ensinamentos duradouros de Sun Bin merecem reflexão.


Em tempos passados, Pontão — o chefe dos redondos Pontos Finais —, enquanto passeava na floresta conheceu uma bela Vírgula e começaram uma vida a dois. Ao fim de alguns meses, nasce um filho, Virgulão, um pequeno Ponto e Vírgula. Agora, já mais crescido, este jovem de rosto redondo e corpo curvilíneo, tudo vai fazer para evitar que se instale na floresta algo de muito sombrio que parece ter chegado para ficar...
Resolve pedir ajuda à mais poderosa e temida das criaturas da floresta, Tribolinhas, uma velha e insinuosa Reticência que habita num castelo recôndito, onde vive uma vida solitária e cheia de dilemas interiores por resolver... Virgulão acredita que só ela o poderá ajudar...

Sem comentários:

Enviar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★


✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑