[Entrevista à...] Biblioteca Municipal de Odemira


Posso dizer que gostei particularmente das respostas desta entrevista, pois vai de encontro a tudo o que eu penso, já sabia (outras coisas aprendi, e eu adoro aprender) e outras que já desconfiava.
Gostei muito da descrição breve e cuidada sobre a forma como os leitores podem doar os seus livros, a referência à aderência às bibliotecas devido as actuais dificuldades financeiras gerais, pois foi esse um dos motivos pelos quais criei este blog: para ensinar as pessoas que não sabem nada ou muito pouco sobre as bibliotecas e que não lêem por não terem posses e não se lembrarem ou sequer terem conhecimento de que têm uma biblioteca municipal disponível para atender a essas necessidades.

Quando vim viver para a actual cidade onde vivo, antes mesmo de me decidir em cá viver e arranjar casa a primeira coisa que fiz foi ver onde era a biblioteca e visitar essa mesma biblioteca. Conheci pessoas que aqui vivem e viveram a vida toda e nem sequer tinham conhecimento que existia essa mesma biblioteca. E é uma biblioteca de tamanho considerável e cheia de actividades. E essas pessoas gostam de ler. Mas simplesmente não sabiam. E relativamente à possibilidade de poderem doar livros às bibliotecas é que não faziam a mínima ideia. E isso não acontece só na cidade para onde vim viver, acontece em todo o lado.  Dai o objectivo deste blog e destas entrevistas.

Já vos apresentei brevemente a biblioteca aqui. Agora segue a entrevista.
Uma entrevista muito esclarecedora, gostei muito.

Liliana Carvalho (LC): 
Biblioteca Municipal de Odemira (BMO)

LC: Qual a história da Biblioteca Municipal de Odemira?
BMO: A Biblioteca Municipal José Saramago de Odemira foi inaugurada em 2000 num edifício de três pisos construído de raiz e recebeu o nome do Nobel Português de Literatura. Antes desta data existia em Odemira uma biblioteca fixa da Gulbenkian que disponibilizava alguns livros e que depois doou o seu acervo à Biblioteca Municipal de Odemira.

LC: Qual considera ser a importância das Bibliotecas Municipais na nossa comunidade/sociedade?
BMO: Uma biblioteca municipal é um serviço cultural e educativo que tem a missão de satisfazer as necessidades dos seus munícipes a nível informativo, cultural, educativo e de lazer através dos mais variados suportes de informação.

LC: Até que ponto as bibliotecas levam ao hábito da leitura?
BMO: As bibliotecas municipais, ao promoverem serviços e atividades gratuitos e diversificados, atraem muitos visitantes que, não sendo necessariamente leitores, acabam por tornar-se leitores. Temos leitores que começaram por visitar a biblioteca apenas para utilizar a cafetaria, começaram a ler o jornal diário, passaram depois a ler livros de banda desenhada e, posteriormente, tornaram-se verdadeiros leitores. A disponibilização da informação e cultura através dos mais variados suportes é crucial para atrair os utilizadores e assim poder proporcionar diferentes formas de usufruto de serviços.


☛ LC: O que é que as pessoas que pretendem doar livros à BMO têm de fazer, e como é gerido pela biblioteca a doação de livros por particulares?
☛ BMO: A Biblioteca Municipal recebe periodicamente vários livros por parte de particulares. Quem o pretenda fazer deverá, em primeiro lugar, contactar os nossos serviços e informar que tipologia de documentos pretende doar. Caso a doação seja aceite, porque a biblioteca não recebe por exemplo, manuais escolares antigos ou revistas nacionais, a biblioteca informa que a doação será sujeita a uma selecção prévia tendo em conta o estado de conservação dos documentos, a sua importância literária e a existência de edições iguais. O utilizador deverá informar se pretende receber de volta os livros não seleccionados pela biblioteca ou se autoriza o seu encaminhamento para outras entidades.


☛ LC: Que tipo de artigos aceitam para doação?
☛ BMO: A biblioteca municipal aceita todo o tipo de documentos, publicações periódicas generalistas nacionais, filmes em VHS e, atualmente, livros em língua estrangeira devido ao número elevado de documentos do género recebido nos últimos anos.


LC: E quais o que não aceitam como doação?
BMO: Manuais escolares desactualizados.

LC: A BMO empresta outras coisas, além de livros?
BMO: De momento, a Biblioteca Municipal só permite a requisição de livros. Mas pretendemos emprestar igualmente documentos audiovisuais.

LC: Quando a biblioteca têm demasiados exemplares do mesmo livro, o que faz?
BMO: Geralmente, distribui pelas instituições, nomeadamente estabelecimentos de ensino, estabelecimento prisional e outras instituições com valências culturais.

☛ LC: De que tipo de livros a BMO tem maior necessidade?
☛ BMO: A aquisição de livros tem privilegiado a ficção por ser um género mais procurado pelos leitores. Por conseguinte, as áreas especializadas de conhecimento técnico são aquelas que de momento apresentam menor atualização.

LC: Se os livros doados não ficarem na biblioteca e forem reencaminhados para outros sítios, os doadores serão avisados?
BMO: Se assim manifestarem essa intenção. Mas geralmente os doadores referem que a Biblioteca ficará responsável pelo seu destino e não pretendem qualquer informação posterior.

LC: Fora as doações, quais os outros meios que a biblioteca tem para arranjar livros?
BMO: A par das doações, a Biblioteca Municipal de Odemira adquire anualmente livros para todos os públicos, tentando corresponder às suas exigências e gosto.


LC: O que fazem com os livros mais antigos, estragados, sem condições, “a cair aos pedaços”?
BMO: A Biblioteca Municipal de Odemira orgulha-se de apresentar uma colecção bem conservada. Os documentos mais danificados são geralmente restaurados. Os que se encontram realmente muito danificados e manuseados são eliminados e substituídos por outros se a sua importância literária o exigir.

LC: Que tipo de livros são os mais requisitados?
BMO: Sem dúvida, a literatura de ficção para adultos. Os livros de histórias infantis são também muito requisitados.

LC: Quais os livros que não podem ser requisitados e porquê?
BMO: As obras de referência, como dicionários e enciclopédias, não são requisitados para poderem estar sempre disponíveis para consulta na biblioteca por aqueles que o necessitam.

LC: Quantos livros existem na BMO?
BMO: Aproximadamente 35.000.

LC: Quem são os maiores doadores de livros à BMO?
BMO: De momento, são os residentes no concelho de origem estrangeira.

LC: Costumam colocar as novas aquisições em destaque? Onde?
BMO: Sim, as novas aquisições são sempre destacadas na entrada da biblioteca e nos respectivos setores.


LC: Encontram-se na biblioteca livros noutras línguas? De que tipo? São requisitados?
BMO: Sim, a biblioteca dispõe de livros em várias línguas e de várias tipologias, sendo também alvo de empréstimo domiciliário.

LC: Como estão organizadas as prateleiras? O que significa o número da lombada dos livros?
BMO: A organização obedece à Classificação Decimal Universal. Na lombada é colocada a notação da CDU, seguida das três primeiras letras do apelido do autor ou, em falta deste, do título.

LC: Quais são os maiores utilizadores da biblioteca?
BMO: O nosso público é variado e, dependendo do período em questão, recebemos muitos adultos, mas também crianças e jovens, quer para estudar ou simplesmente usufruir dos serviços e actividades.


LC: Que faixa etária mais frequentemente requisita livros na biblioteca?
BMO: O público adulto entre os 30 e os 60 anos.

LC: Quem pode utilizar a biblioteca?
BMO: Todos os munícipes e residentes no concelho de Odemira.

LC: Tem de se pagar alguma coisa para usar a biblioteca ou pelo cartão de utilizador?
BMO: Não, os serviços referidos são gratuitos.

LC: O que é necessário para fazer o cartão de utilizador da biblioteca BMO?
BMO: Para se tornar leitor, basta apenas preencher uma ficha com os seus dados pessoais, comprovar a morada e facultar uma fotografia para digitalização.

LC: No caso de perder se perder o cartão da biblioteca, como se deve proceder?
BMO: O leitor deverá informar a biblioteca e solicitar a emissão de um novo cartão.

LC: As crianças podem fazer o cartão e requisitarem livros sozinhas? O que têm de fazer?
BMO: Todas as crianças se podem inscrever como leitoras. Contudo, até aos 14 anos terão de apresentar uma ficha cedida pela biblioteca onde conste a autorização dos pais para a inscrição e requisição de documentos.

LC: Quantos livros se pode levar por empréstimo? Qual o prazo da requisição? Pode renovar-se por mais dias? Quantos dias adicionais e como se faz para renovar o prazo de requisição?
BMO: Cada leitor poderá requisitar até 3 livros por um período de 15 dias, período este que pode ser igualmente renovado, caso não haja reserva dos documentos requisitados. Para proceder à renovação, o leitor terá de contactar a biblioteca através dos contactos fornecidos no ato de empréstimo.


LC: O que acontece quando se entrega livros fora do prazo? Há penalizações?
BMO: Quando os livros são entregues até 10 dias após o prazo de entrega não há qualquer penalização. Depois, são cobrados 0,50€ por cada 10 dias de atraso.

LC: Somos avisados de quando o prazo está para acabar ou que tipo de informação recebemos para saber o prazo de entrega?
BMO: No ato do empréstimo, o leitor recebe um marcador de livro com a indicação do prazo final de entrega e de como proceder para efectuar renovação.

LC: Outra pessoa pode devolver os livros por mim? E requisitar por mim?
BMO: A devolução pode ser feita por outra pessoa. A requisição terá de ser feita pelo titular do cartão de leitor.


LC: Qual o nível de compromisso dos usuários da biblioteca em relação ao cumprimento do prazo de entrega dos livros?
BMO: No geral, os leitores cumprem os prazos ou procedem constantemente a renovações. Temos leitores que demoram mais tempo a entregar e temos de insistir para que o façam. Mas podemos dizer que não temos grandes problemas com as devoluções.

LC: Quem perder ou danificar um livro acidentalmente, o que tem de fazer? Qual o processo que se segue a partir dai?
BMO: Geralmente, o leitor terá de assumir a reposição do livro. Mas quando o mesmo se encontra minimamente danificado a biblioteca não exige qualquer reposição.

LC: Quais os cuidados que as pessoas que requisitam os livros devem de ter com os mesmos, de modo a serem preservados?
BMO: Os leitores deverão de ter cuidado para não danificarem os livros, nomeadamente evitar o contacto com pó, água, fontes de ignição. Deverão ter em atenção que os livros em bom estado permitirão que mais leitores os requisitem e consultem.

LC: Acontece ou já aconteceu quem requisite livros nunca mais os devolver? O que acontece nesses casos? E como evitar que isso aconteça?
BMO: Sim, já aconteceu. O leitor fica inibido de requisitar novos livros até regularizar a sua situação.

LC: É mais comum as pessoas requisitarem livros ou ficarem a ler na biblioteca?
BMO: As pessoas também ficam a ler na biblioteca, mas é mais comum requisitarem os livros.


LC: Por que motivo é sempre pedido silêncio na biblioteca e por que motivo é tão importante as pessoas perceberem a importância desse pedido?
BMO: A biblioteca sempre foi encarada como um local onde o silêncio impera. Atualmente, com a dinamização do espaço através das mais variadas atividades, esse silêncio tem vindo a ser menos observado. Contudo, no setor de adultos tendemos a privilegiar esse silêncio dado que aí se encontram 
leitores com diferentes interesses de leitura e que necessitam de um ambiente tranquilo.

LC: Qual o dia mais movimentado da biblioteca?
BMO: Os dias mais movimentados são a terça-feira, por ser o primeiro dia da semana de trabalho para a biblioteca, a quarta-feira à tarde porque recebe muitos alunos que têm este período livre sem aulas e o sábado.

LC: Como considera que deve ser uma biblioteca de qualidade?
BMO: A biblioteca de qualidade deve poder conseguir proporcionar informação e lazer à sua comunidade através de diferentes vertentes culturais e deve, sem dúvida, acompanhar as tendências da sociedade a nível de disponibilização de conteúdos atualizados e pertinentes.


LC: Quantos funcionários existem e que tipo de funções desempenham na BMO?
BMO: A Biblioteca Municipal de Odemira conta actualmente com uma técnica superior que assume as funções de bibliotecária e que é responsável pela gestão interna da biblioteca municipal, seis assistentes técnicos especializados que asseguram os diferentes sectores e serviços e uma assistente operacional que dinamiza diferentes actividades dirigidas ao público infantil.

LC: Que tipo de atividades a BMO oferece ao público?
BMO: A Biblioteca Municipal dinamiza regularmente actividades de promoção da leitura dirigidas ao público infanto-juvenil, quer em contexto escolar ou não. Apresenta também atividades para o público familiar e adulto através de exposições diversas, apresentações de livros, workshops, etc.





LC: Os autores de livros podem marcar palestras/apresentações dos seus livros na BMO? Qual o processo que os interessados têm de seguir para o fazer e quais os custos?
BMO: Sim, a biblioteca promove regularmente apresentações de livros. Os autores deverão contactar a biblioteca para o efeito, tendo a indicação que não estarão sujeitos ao pagamento de quaisquer custos.


LC: Quais os meios que a biblioteca usa para o incentivo à leitura?
BMO: A Biblioteca promove a leitura através da realização de actividades desde a pequena infância, tendo a noção que é na infância que estes valores são mais facilmente enraizados. A par disso, promove actividades de promoção da leitura mais gerais e proporciona a leitura a todos aqueles que estão impossibilitados de se deslocar à biblioteca, como as reclusas do Estabelecimento Prisional de Odemira.



LC: Quais os espaços da BMO mais visitados/usados?
BMO: Os sectores de adultos e infanto-juvenil são os mais visitados.


LC: A biblioteca é também utlizada para outras atividades, por exemplo reuniões, festas, entrevistas?
BMO: Sim, a biblioteca dispõe de um auditório que recebe diariamente reuniões, palestras, atividades, apresentações diversas.





LC: Que potencialidades acha que a BMO poderá oferecer no futuro?
BMO: A Biblioteca Municipal pretende cooperar cada vez mais com outras entidades para poder proporcionar à sua comunidade diferentes serviços de informação e lazer. A Biblioteca tem a missão de ajudar a formar cidadãos informados e capazes de responder aos desafios profissionais cada vez mais exigentes da nossa sociedade, no fundo para que não se tornem excluídos desta.

LC: Em termos de espaços, considera a BMO atrativa e funcional?
BMO: A Biblioteca Municipal é das bibliotecas mais atrativas em termos de espaço e funcionamento que já conheci.



LC: Quais considera serem as maiores limitações da biblioteca?
BMO: As acessibilidades externas. Embora se situe no centro da vila, a Biblioteca não se encontra num local de passagem diária e a sua localização cimeira também não são muito atrativas.

LC: A biblioteca tem um catálogo online onde se pode consultar os livros disponíveis para empréstimo? Qual o link? E como podem os usuários inscrever-se para ter acesso online?
BMO: De momento o catálogo ainda não se encontra disponível online, mas contamos disponibilizá-lo muito em breve.

LC: Se não encontro o que procuro, a quem me posso dirigir para me ajudar?
BMO: O leitor tem acesso na biblioteca ao catálogo informatizado para uso autónomo. Contudo, pode sempre pedir ajuda a um dos técnicos presentes em cada setor.


LC: Podemos usar os computadores da biblioteca? Ouvir música? Ver filmes? Fazer impressões/tirar fotocópias? Quais as regras?
BMO: Os leitores inscritos têm acesso a todos esses serviços e no momento da sua utilização devem indicar os seus dados.


LC: Acha que os livros impressos serão sempre valorizados ou já sofrem com a era da Internet?
BMO: Na minha opinião, os livros terão sempre o seu valor. A Internet veio facilitar muito a sociedade a nível de disponibilização e actualização de informação, mas os livros impressos continuam a ser muito requisitados. As pessoas tendem a preferir um livro materializado a um livro digital que acedem hoje mas que amanhã podem já não conseguir ter acesso.

LC: Que diferenças se notaram na biblioteca nos últimos 5 anos?
BMO: Nos últimos anos notou-se particularmente um aumento de requisições. Devido, em parte, à crise financeira que se assiste, as pessoas referem ser impossível continuar a comprar livros como o faziam e recorrem à biblioteca onde têm acesso a livros que correspondem às suas necessidades e gostos.

LC: Que funções a biblioteca desempenha agora, que não desempenhava antes?
BMO: A Biblioteca procura cada vez mais satisfazer os leitores e rege-se continuamente pela indicação das suas necessidades. A biblioteca procura ter uma relação muito próxima com os seus leitores e fazer ver que este serviço é deles e que pode ser gerido por todos.

LC: Actualmente, quais as maiores dificuldades que a BMO atravessa?
BMO: Podemos dizer que há alguns anos atrás a Biblioteca recebia visitas regulares de grupos escolares e que actualmente, devido a condições logísticas referentes à rede de transportes, essas visitas são muito pontuais. Como consequência, temos muitas crianças no concelho que nunca visitaram a biblioteca municipal.


LC: E o que é mais compensador, no meio de tudo?
BMO: Conseguir corresponder às necessidades daqueles que nos procuram, quer a nível profissional através de pedidos de documentos, quer a nível de lazer através de dinamização de actividades que despertam o interesse de miúdos e graúdos.


LC: Considera que a biblioteca tem horários compatíveis com as necessidades de quem a frequenta? Qual é o horário?
BMO: A Biblioteca Municipal de Odemira abre de terça a sexta-feira entre as 10.00 e as 18.00 e ao sábado entre as 10.00 e as 18.00. Gostaríamos de poder abrir também à segunda-feira e seria importante ter pelo menos um dia o horário alargado com abertura à noite, mas de momento não é possível.

LC: Como podem as pessoas fazer para receber as novidades (newsletter) da biblioteca no e-mail?
BMO: Todos os leitores, caso concordem, encontram-se incluídos na nossa mailing list e recebem com frequência as nossas novidades e programação. Contudo, essa informação também se encontra disponível em outros suportes informativos chegando assim a toda a comunidade.

LC: Que mensagem gostaria de transmitir aos leitores desta entrevista?
BMO: Para quem não conhece a Biblioteca Municipal de Odemira, fica o convite para uma visita. É uma das bibliotecas mais acolhedoras e o espaço envolvente é admirável! Além do espaço convidativo, os serviços e actividades procuram também satisfazer todos os que nos visitam regular ou pontualmente.

Entrevista respondida por:
Marlene Rafael
Biblioteca Municipal José Saramago

Sem comentários:

Enviar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★


✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑