[Entrevista à...] Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos


Depois de vos apresentar a Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos, venho dar-vos a conhecer ainda mais esta fantástica biblioteca! Estou ansiosa por a ir visitar e depois contar-vos tudo!

Liliana Carvalho (LC):
Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos (BMFV)

LC: Qual a história da Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos?
BMFV:  A Rede Nacional de Bibliotecas Públicas é uma realização conjunta da Administração Central e dos municípios portugueses, que tem como objetivo dotar todos os concelhos com uma biblioteca pública moderna.Tendo em conta este objetivo, foi assinado um protocolo entre o Município de Figueiró dos Vinhos e o então Instituto Português do Livro e das Bibliotecas a 7 de maio de 1998 para a construção de uma biblioteca pública em Figueiró dos Vinhos.

Assim, a nova Biblioteca foi inaugurada a 28 de outubro de 2001, tendo sido batizada de Biblioteca Municipal Simões de Almeida (tio) em homenagem a este ilustre escultor figueiroense. Com uma área útil de 745,85 m2, repartida por três pisos, a Biblioteca resultou da recuperação da ala nascente do corpo sul do antigo Convento de Nossa Senhora do Carmo dos Carmelitas Descalços (séc. XVII) e da construção de um novo edifício acoplado àquele.

A Biblioteca Municipal herdou um valioso fundo documental com cerca de 12 000 volumes oriundos da antiga Biblioteca Fixa n.º 33 da Fundação Calouste Gulbenkian, cuja existência no Concelho datava de 27 de fevereiro de 1969, contando na atualidade com mais de 37 500 documentos, dos quais 5 300 são documentos audiovisuais. Para além dos múltiplos serviços que presta relacionados com o acesso à informação, a promoção da leitura, a educação e a cultura, a Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos pretende ser um agente ativo na recolha, preservação e divulgação da história, cultura e tradições do concelho de Figueiró dos Vinhos. Nesse sentido, a Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos tenta recolher todos os documentos relacionados com este concelho e disponibilizá-los ao público.

Neste esforço de chegar a cada vez mais pessoas do nosso Concelho (e fora dele) queremos que a Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos se transforme num verdadeiro motor de progresso, capaz de fornecer as condições básicas para uma aprendizagem contínua e um desenvolvimento sociocultural dos figueiroenses.

Por isso, convosco, vamos continuar a construir esta teia de saber!

LC: Qual considera ser a importância das Bibliotecas Municipais na nossa comunidade/sociedade?
BMFV: As Bibliotecas Municipais são uma peça fundamental na nossa sociedade, devem ser a porta de acesso local ao conhecimento, fornecendo as condições básicas para uma aprendizagem contínua, para uma tomada de decisão independente e para o desenvolvimento cultural dos indivíduos e dos grupos sociais, como podemos ver no Manifesto da IFLA/UNESCO.
Por tudo isto as Bibliotecas devem ser instrumentos de promoção do livro e da leitura, ser agentes ativos na recolha, preservação e divulgação da história, cultura e tradições da sua comunidade e oferecer condições e apoiar, tanto através de materiais atualizados e diversificados como através de serviços e atividades, a formação das pessoas e o aprofundamento da cidadania.
O mais importante é que as Bibliotecas saibam adaptar-se às novas necessidades dos seus utilizadores, que já não a procuram apenas para aceder a livros, mas a continuam a procurar para aceder ao mesmo de sempre, o conhecimento.

LC: Até que ponto as bibliotecas levam ao hábito da leitura?
BMFV: Sendo os serviços oferecidos pela BMFV gratuitos e de livre acesso (o empréstimo de documentos, a consulta de jornais diários, a utilização de Internet, entre outros), há um acréscimo de utilizadores e verifica-se um aumento da procura destes serviços. Simultaneamente, a BMFV organiza regularmente, durante o período letivo, atividades de animação, promoção do livro e da leitura. São atividades que têm sempre como objetivos fomentar hábitos de leitura e o prazer de ler. Destas atividades destacam-se a Hora do Conto e outras atividades de enriquecimento curricular e ações de formação destinadas a mediadores de leitura.



LC: O que é que as pessoas que pretendem doar livros à BMFV têm de fazer, e como é gerido pela biblioteca a doação de livros por particulares?
☛ BMFV: Quem pretender doar livros à Biblioteca, deve contatar os serviços da Biblioteca e informar que tipos de documentos tem para oferecer. Aceitamos doações de livros, incluindo livros em estrangeiro, desde que os livros estejam em bom estado de conservação e não sejam livros escolares.
Essas doações estão sujeitas a uma seleção prévia, onde se tem em consideração o estado de conservação e a existência de edições iguais.

Quando recebemos as doações o utilizador é informado sobre estes parâmetros e é inquirido sobre  se pretende receber de volta os documentos doados ou se autoriza outro tipo de processamento, como o encaminhamento a outras instituições ou se podem ser integrados na feira de documentos usados, que é realizada de dois em dois anos.


☛ LC: Que tipo de artigos aceitam para doação?
☛ BMFV: Aceitamos livros, mas também DVDs, CDs, jogos computador (Cd-Rom) e playstation e todo o tipo de documento que possam enriquecer o nosso Fundo Local, a história do nosso concelho.

LC: E quais o que não aceitam como doação?
BMFV: Como referido anteriormente não aceitamos manuais escolares, dado existir uma instituição no nosso concelho que os recebe.

LC: Se os livros a ser doados tiverem uma assinatura na primeira folha em branco, uma dedicatória (como normalmente os próprios autores fazem, ou mesmo as pessoas que queiram dedicar a doação à biblioteca), ou se tiverem riscados, sublinhados, (a caneta, a lápis, a marcador) Existe alguma coisa que ao estar no livro faça com que ele já não possa ser doado à biblioteca?
BMFV: Se tiverem uma assinatura ou dedicatória os livros são aceites. Só não serão aceites se estiverem muito riscados e não conseguimos contornar a situação (se for só a lápis costumamos a receber).


LC: Aceitam Enciclopédias, dicionários, livros técnicos e outros manuais de apoio ao estudo, desde que recentes? (Por exemplo, não publicados à mais de 3 anos?)
BMFV: Serão aceites se os temas forem atuais e se for possível inseri-los na nossa coleção.

LC: Quando alguém faz uma doação à biblioteca, recebe algum tipo de comprovativo e/ou algum ofício/carta/email de agradecimento?
BMFV: Após a doação, caso disponibilizem os dados, será enviado um ofício de agradecimento.

LC: A BMFV empresta outras coisas, além de livros?
BMFV: Além dos livros, a biblioteca disponibiliza para empréstimo revistas e documentos audiovisuais (CD, CD-ROM, DVD, VHS).



LC: Quando a biblioteca têm demasiados exemplares do mesmo livro, o que faz?
BMFV: Disponibilizamos os exemplares na Feira de Documentos Usados, que se realiza bianualmente.

☛ LC: De que tipo de livros a BMFV tem maior necessidade?
☛ BMFV: Todo o tipo de livros, tanto novidades na área da literatura como das outras áreas, desde que os temas sejam atuais.
Anotações pessoais da Liliana: : Na BMFV aceitam de bom agrado também livros de auto-ajuda, de receitas/culinária, artesanato, costura, artesanato, livros práticos e de utilidade geral.

LC: Se os livros doados não ficarem na biblioteca e forem reencaminhados para outros sítios, os doadores serão avisados?
BMFV: Só se manifestarem esse interesse.

LC: Os livros a que a biblioteca deixa de dar uso e são doados, a que instituições são doados? Que instituições os aceitam?
BMFV: Se os livros não tiveram tanto uso, mas constem no nosso registo, são catalogados e guardados no nosso depósito de livros, para poderem serem consultados ou requisitados a qualquer momento.

LC: Fora as doações, quais os outros meios que a biblioteca tem para arranjar livros? 
BMFV: A Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos adquire quadrimestralmente livros tentam corresponder ao interesse dos nossos utilizadores. Muitos desses livros são sugestões feitas pelos nossos utilizadores (estas sugestões poderão ser feitas presencialmente através de um formulário próprio ou através da nossa página web).

LC: O que fazem com os livros mais antigos, estragados, sem condições, “a cair aos pedaços”?
BMFV: Felizmente existem poucos casos destes e, quando isso acontece, tentamos recuperá-los. Caso não seja possível, eliminamo-los e repomos com outro exemplar, caso o tema o exija.

LC: Como são abatidos os livros que já não têm salvação possível?
BMFV: Na nossa Biblioteca alguns dos livros que já não tem solução são transformados em arte.






LC: Que tipo de livros são os mais requisitados?
BMFV: Os livros mais requisitados são os de literatura para adultos ou para crianças e, de seguida, os DVDs.
Anotações pessoais da Liliana:: Na página de facebook da BMFV pode consultar os álbuns que vão sendo inseridos com as fotos das novidades dos livros e também dos dvds. Muito giro!

LC: Quais os livros que não podem ser requisitados e porquê?
BMFV: Poderão ser requisitados para empréstimo todos os documentos da Biblioteca, à exceção de:
a) Obras de referência como dicionários, enciclopédias, atlas, sendo que estas se encontram assinaladas com uma bolinha vermelha;
b) Obras pertencentes ao fundo local, exceto quando existe mais do que um exemplar;
c) Obras raras, esgotadas, consideradas de luxo ou em mau estado de conservação.

LC: Quantos livros existem na BMFV?
BMFV: Cerca de 32.000 volumes.

LC: Quem são os maiores doadores de livros à BMFV?
BMFV: De momento são os utilizadores residentes no concelho.

LC: Costumam colocar as novas aquisições em destaque? Onde?
BMFV: Sim, na receção da Biblioteca ou nas próprias salas, em local de destaque.



LC: Encontram-se na biblioteca livros noutras línguas? De que tipo? São requisitados?
BMFV: Sim, mas ainda estamos a catalogar este acervo, ainda não foram colocados ao público.

LC: Como estão organizadas as prateleiras? O que significa o número da lombada dos livros?
BMFV: Uma grande parte dos documentos que a Biblioteca possui encontra-se em livre acesso nas estantes. Isto significa que os utilizadores são livres de se dirigirem às estantes, de escolherem e consultarem qualquer obra.
Ao contrário da maioria das bibliotecas portuguesas, os documentos na nossa Biblioteca não estão arrumados com base na CDU (Classificação Decimal Universal). Numa lógica de aproximação ao público a Biblioteca adotou em todas as salas uma classificação por áreas temáticas e centros de interesse, à semelhança do que sucede nas grandes livrarias.

LC: Quais são os maiores utilizadores da biblioteca? 
BMFV: Neste momento temos os mais variados utilizadores, tanto adultos, jovens, crianças ou seniores, dependendo da altura em questão.

LC: Que faixa etária mais frequentemente requisita livros na biblioteca?
BMFV: O público adulto.

LC: Quem pode utilizar a biblioteca?
BMFV: Todos os utilizadores interessados em frequentar e utilizar a Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos.

LC: Tem de se pagar alguma coisa para usar a biblioteca ou pelo cartão de utilizador?
BMFV: Só a 2.ª via (e seguintes) do cartão de leitor e o serviço de reprografia, tais como fotocópias e impressões.

LC: O que é necessário para fazer o cartão de utilizador da biblioteca BMFV?
BMFV: Para poder usufruir do empréstimo domiciliário deverá possuir um cartão de utilizador.
A admissão como utilizador faz-se mediante o preenchimento de uma ficha de inscrição e apresentação do Cartão de Cidadão, Bilhete de Identidade, Cédula Pessoal ou outro documento oficial de identificação e uma fotografia atualizada.
A inscrição de utilizadores cuja idade seja igual ou inferior a 14 anos implica autorização e responsabilização dos encarregados de educação, os quais deverão assinar a respetiva ficha de inscrição.
A inscrição é gratuita e a cada utilizador será entregue um cartão pessoal e intransmissível, sendo o seu titular responsável pelos movimentos com ele realizados.

LC: No caso de perder se perder o cartão da biblioteca, como se deve proceder?
BMFV: Deve solicitar a 2.ª via do cartão junto do Balcão de Empréstimos/Receção, o qual obriga ao pagamento de uma taxa definida pela Câmara Municipal anualmente.

LC: As crianças podem fazer o cartão e requisitarem livros sozinhas? O que têm de fazer?
BMFV: Não. Só mediante a autorização do encarregado de educação, na ficha de inscrição.

LC: Quantos livros se pode levar por empréstimo? Qual o prazo da requisição? Pode renovar-se por mais dias? Quantos dias adicionais e como se faz para renovar o prazo de requisição?
BMFV: Podem ser requisitados para empréstimo 3 documentos impressos (livros e revistas) por um período de 15 dias.
Pode renovar documentos presencialmente, pelo telefone ou através do nosso site na secçãoSERVIÇOS ON-LINE. Apenas aos documentos impressos (livros e revistas) pode ser renovado o empréstimo, sendo que a renovação só será permitida caso o documento não tenha sido solicitado. A renovação apenas pode ser realizada uma única vez e por um período de 15 dias.

LC: E outro material que se possa requisitar quantos se pode requisitar e prazos?
BMFV: Pode-se requisitar documentos audiovisuais (CD, CD-ROM, DVD, VHS) por um período máximo de 8 dias.


LC: O que se pode requisitar, no máximo, de uma só vez (x de livros + x de dvds, …) e por quanto tempo?
BMFV: Podem ser requisitados simultaneamente por utilizador um máximo de 5 documentos, podendo ser requisitados 3 documentos impressos (livros e revistas),  mais 2 documentos audiovisuais (CD, CD-ROM, DVD, VHS).
Os documentos impressos podem ser requisitados por um período máximo de 15 dias. Os documentos audiovisuais podem ser requisitados por um período máximo de 8 dias.

LC: O que acontece quando se entrega livros fora do prazo? Há penalizações?
BMFV: Sim. Os atrasos na entrega dos documentos requisitados são penalizados com a inibição da realização de novos empréstimos por um período igual ao número de dias em atraso.

LC: Somos avisados de quando o prazo está para acabar ou que tipo de informação recebemos para saber o prazo de entrega?
BMFV: No ato de empréstimo, o utilizador recebe um marcador com a data limite de devolução desse mesmo documento e é explicado de como proceder à renovação caso o pretenda. A renovação poderá ser feita presencialmente, por telefone ou através da nossa página Web.

LC: Outra pessoa pode devolver os livros por mim? E requisitar por mim?
BMFV: Sim. Qualquer pessoa pode devolver os documentos que requisitou. O cartão de utilizador é pessoal e intransmissível, sendo o seu titular responsável pelos movimentos com ele realizados. Excetuam-se os encarregados de educação que requisitem documentos para os seus educandos com menos de 14 anos e que se encontrem inscritos.

LC: Qual o nível de compromisso dos usuários da biblioteca em relação ao cumprimento do prazo de entrega dos livros?
BMFV: No geral, os utilizadores cumprem os prazos e costumam proceder à renovação. Mas quando isto não acontece telefonamos a informar do atraso ou enviamos carta de aviso.

LC: Quem perder ou danificar um livro acidentalmente, o que tem de fazer? Qual o processo que se segue a partir dai?
BMFV: Caso o utilizador perca ou danifique gravemente um documento deverá repor um exemplar igual e em bom estado no prazo de 30 dias ou o seu valor comercial para que a Biblioteca proceda à sua aquisição.

LC: Quais os cuidados que as pessoas que requisitam os livros devem de ter com os mesmos, de modo a serem preservados?
BMFV: Todos os cuidados que se deve ter com algo que não é nosso.

LC: Acontece ou já aconteceu quem requisite livros nunca mais os devolver? O que acontece nesses casos? E como evitar que isso aconteça?
BMFV: Sim por vezes acontece. O utilizador fica inibido de levar documentos, até regularizar a situação.

LC: Que serviços da biblioteca se pode utilizar sem o cartão de leitor?
BMFV: Pode utilizar todos os serviços da Biblioteca mesmo que não tenha cartão de utilizador, à exceção do serviço de empréstimo de documentos.



LC: É mais comum as pessoas requisitarem livros ou ficarem a ler na biblioteca?
BMFV: É mais comum requisitar livros para levar para casa.

LC: Por que motivo é sempre pedido silêncio na biblioteca e por que motivo é tão importante as pessoas perceberem a importância desse pedido?
BMFV: Hoje em dia as bibliotecas têm um dinamismo diferente e, por isso, não é tão imposto o silêncio. Na secção de adultos privilegia-se mais o silêncio, porque encontra-se aí um público que procura uma maior concentração no que estão a fazer.

LC: Qual o dia mais movimentado da biblioteca?
BMFV: O dia mais movimentado é a quarta-feira à tarde porque muitos alunos têm este período livre sem aulas.



LC: Como considera que deve ser uma biblioteca de qualidade?
BMFV: A biblioteca de qualidade deve saber adaptar-se às novas necessidades dos seus utilizadores, que não a procuram só para aceder a livros, mas que a continuam a procurar para aceder ao mesmo de sempre, o conhecimento.

LC: Quantos funcionários existem e que tipo de funções desempenham na BMFV?
BMFV: A Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos conta atualmente com 5 assistentes técnicos, 1 assistente administrativo e uma assistente operacional.

LC: Que tipo de atividades a BMFV oferece ao público?
BMFV: A Biblioteca desenvolve programas de dinamização cultural como atividades de animação infantil, ateliês, exposições, palestras, tertúlias, encontros, concursos, teatro, ações de formação e outras atividades de âmbito cultural.


A Biblioteca organiza regularmente durante o período letivo atividades de animação, promoção do livro e da leitura. São atividades que têm sempre como objetivos fomentar hábitos de leitura e o prazer de ler. Destas atividades destacam-se a Hora do Conto e outras atividades de enriquecimento curricular e ações de formação destinadas a mediadores de leitura.


Para recuperação do património cultural imaterial do concelho temos o projeto «Recordar é viver: quando a memória e a história se cruzam» é um projeto da BMFV dirigido aos idosos e pretende recuperar e divulgar as histórias de vida, testemunhos, relatos e memórias que as pessoas considerem importantes e relevantes partilhar e preservar.

Na página Web da Biblioteca é disponibilizado um Banco de Imagens, designado como Figueiró em Imagens (trata-se de um projeto que pretende enriquecer o Fundo Local da BMFV recolhendo, conservando e difundido o património fotográfico do concelho de Figueiró dos Vinhos) e Imprensa Local (a digitalização da imprensa local de Figueiró dos Vinhos é um projeto que visa conservar e difundir a memória coletiva local através da localização, recolha e preservação da imprensa deste concelho).


LC: Os autores de livros podem marcar palestras/apresentações dos seus livros na BMFV? Qual o processo que os interessados têm de seguir para o fazer e quais os custos?
BMFV: Uma das atividades da Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos é a promoção na apresentação de livros, principalmente os autores locais. Para tal basta contactar a Biblioteca Municipal e propor a sua apresentação. Geralmente não existem custos para o autor.



LC: Quais os meios que a biblioteca usa para o incentivo à leitura?
BMFV: A Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos promove o incentivo à leitura através das apresentações de livros, atividades direcionadas para a infância e na aquisição de documentos pertinentes de qualidade e algumas novidades editoriais, para empréstimo domiciliário.





LC: Quais os espaços da BMFV mais visitados/usados?
BMFV: A Biblioteca no geral.

LC: A biblioteca é também utlizada para outras atividades, por exemplo reuniões, festas, entrevistas?
BMFV: A nossa Biblioteca tem espaços bastante polivalentes. Temos uma sala que é utilizada para workshops, formações e onde os estrangeiros têm aulas de português. No seu exterior existe um anfiteatro onde se faz várias atividades como concertos eventos desportivos entre outros.


LC: Que potencialidades acha que a BMFV poderá oferecer no futuro?
BMFV: Poder acompanhar a evolução nos serviços nas áreas das Bibliotecas e cada vez mais ter parcerias com outras instituições para se poder oferecer mais e melhores serviços e atividades aos nossos utilizadores.

LC: Em termos de espaços, considera a BMFV atrativa e funcional?
BMFV: Em termos de espaços a Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos é um exlibris do nosso município, podemos dizer que é a sala de estar do nosso município onde todos os utilizadores sentem-se confortáveis.

LC: Quais considera serem as maiores limitações da biblioteca?
BMFV: As limitações da Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos são as limitações que a própria Câmara Municipal tem: algumas restrições orçamentais fruto da situação financeira do país.

LC: A biblioteca tem um catálogo online onde se pode consultar os livros disponíveis para empréstimo? Qual o link? E como podem os usuários inscrever-se para ter acesso online?
BMFV: A Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos tem há alguns anos o catálogo disponível on-line na página da Biblioteca e qualquer usuário tem acesso ao nosso catálogo para consulta.

LC: Se não encontro o que procuro, a quem me posso dirigir para me ajudar?
BMFV: Para encontrar um determinado documento na nossa Biblioteca poderá usar um dos seguintes meios:
Catálogo informatizado: Uma grande parte dos documentos que a Biblioteca possui já está catalogada e disponível numa base de dados a que pode aceder através do nosso site na secção CATÁLOGO.
- Livre acesso às estantes: Uma grande parte dos documentos que a Biblioteca possui encontra-se em livre acesso nas estantes e está organizada por áreas temáticas devidamente sinalizadas. Dentro das áreas temáticas os documentos estão arrumados por ordem alfabética na sua grande maioria pelas três últimas letras do apelido do autor.
- Apoio dos funcionários: No caso de não conseguir encontrar o documento que procura deverá solicitar ajuda a um dos nossos funcionários, que tentarão localizar o documento.

LC: Podemos usar os computadores da biblioteca? Ouvir música? Ver filmes? Fazer impressões/tirar fotocópias? Quais as regras?
BMFV: Qualquer utilizador têm acesso a esses serviços devendo, no momento da sua utilização, indicar os seus dados.


LC: Acha que os livros impressos serão sempre valorizados ou já sofrem com a era da Internet?
BMFV: A Internet veio facilitar os utilizadores na pesquisa da informação, mas os livros impressos principalmente na área da literatura, continuam sempre a ser valorizados. A preferência continua a ser o contacto com o papel.

LC: Que diferenças se notaram na biblioteca nos últimos 5 anos?
BMFV: Dado à grande carga horária escolar as crianças, não tem tempo para usufruir dos serviços oferecidos pela Biblioteca, só mesmo em atividades pontuais de animação de leitura ou quando tem as tardes livres. Notamos é uma crescente procura dos nossos serviços em relação ao público adulto, tanto na pesquisa de informação e no empréstimo de livros.

LC: Que funções a biblioteca desempenha agora, que não desempenhava antes?
BMFV: A Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos, tenta cada vez mais ir ao encontro dos utilizadores e às suas necessidades. Cada vez mais trabalha-se em parceria com outras instituições de modo podermos oferecer outras atividades e, com isto, diminuir-mos as despesas.

LC: Atualmente, quais as maiores dificuldades que a BMFV atravessa?
BMFV: A sociedade que nos rodeia é cada vez mais exigente, o que origina uma procura e atualização de conhecimentos, dos espaços e dos serviços e com, as dificuldades financeiras que atravessamos,  há a necessidade de gerir os recursos de outra maneira.
Anotações pessoais da Liliana: As doações por parte dos utilizadores da biblioteca são extremamente importantes!

LC: E o que é mais compensador, no meio de tudo?
BMFV: É conseguirmos satisfazer os nossos utilizadores e recebermos um feedback muito positivo de quem nos visita e de quem usufrui dos nossos serviços.

LC: Considera que a biblioteca tem horários compatíveis com as necessidades de quem a frequenta? Qual é o horário?
BMFV: Julgamos que sim, a Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos encontra-se aberta anualmente com o seguinte horário:
2ª a 6ª feira: 10h00 às 18h00
Sábado: 9h30 às 13h00

LC: Como podem as pessoas fazer para receber as novidades (newsletter) da biblioteca no e-mail?
BMFV: Devem acompanhar as nossas redes sociais.

LC: Que mensagem gostaria de transmitir aos leitores desta entrevista?
BMFV: Para quem não conhece a Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos, encontramo-nos num espaço nobre da vila, com um edifício muito acolhedor e convidativo e o principal é que tentamos que os nossos serviços sigam a evolução do dia a dia. Fica o convite para uma visita ao nosso concelho e principalmente à nossa Biblioteca Municipal!


Entrevista respondida por:
Célia Lopes | Assistente técnica de Biblioteca e responsável pela Biblioteca Municipal desde Novembro de 2014.

Sem comentários:

Enviar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★


✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑