[Cultura] Superstições de Passagem de Ano

As superstições de passagem de ano são tão diversas e em tão grande número que as pessoas perdem noção delas e acabam por seguir algumas mesmo sem querer. Algumas têm origens seculares, outras não se sabe bem como surgiram, mas todas estas superstições de passagem de ano visam trazer boa sorte para o ano que se inicia. Para entrar nele com o pé direito, e porque "ano novo, vida nova", mais vale conhecer e seguir algumas superstições.

Superstições de passagem de ano: ruído

Uma das superstições mais antigas e enraizadas pelo mundo inteiro é a de fazer barulho para espantar os maus espíritos e os velhos fantasmas que assombraram no ano anterior. Vale tudo nesta superstição: gritar, assobiar, bater nas panelas, lançar foguetes, estourar o champanhe etc. Acredita-se que tem origens anteriores ao Império Romano.

★ Em tempos atiravam-se pratos e tachos velhos pela janela foraEra uma moda lisboeta dos anos 50 e 60, que causou tamanho caos que foi obrigada a terminar. No entanto, aconselha-se a ter a casa limpa na passagem de ano, livre de lixos, de objetos velhos e desnecessários, para afugentar as energias negativas do ano anterior. Os mais supersticiosos dizem até que se deve varrer a casa de trás para frente e que as vassouras devem ser queimadas e as cinzas enterradas.

Superstições de passagem de ano: roupa

★ Antes da celebração pode fazer a cama com lençóis novos para ter boa sorte no amor no ano que se aproxima.
★ O mesmo se diz da roupa interior: se for nova atrai o amor e a sorte. Mas aqui o consenso é difícil de se encontrar, no que diz respeito à cor. Alguns defendem que deve ser azul, outros vermelha. Supostamente o azul traz boa sorte, o vermelho sucesso amoroso, o amarelo garantias económicas, o branco paz, o verde saúde e o castanho melhora a carreira profissional.

★ A roupa não deve ser apertada e não deve ter buracos ou rasgões: assim não terá dificuldades e apertos económicos. Aconselha-se também a passar o réveillon com dinheiro nos bolsos, porque se eles estiverem vazios esse estado pode prolongar-se durante o ano.

★ Os mais corajosos em vez de se vestirem, despem-se e vão a mergulhos na água gelada, sobretudo em países frios.

Superstições de passagem de ano: dinheiro

★ A tradição de tocar em dinheiro já é do séc. XIX e remonta ao dia do cuco, que simbolizava o começo da Primavera. Algumas pessoas aconselham a colocar uma nota no sapato do pé direito e até a fazer a primeira compra do ano com ela, segundo a crença oriental de que a energia entra no corpo através dos pés, atraindo mais riquezas este gesto.

 Se subir a uma cadeira ou degrau à meia-noite com o pé direito, isso é sinal de prosperidade e de subida na vida. Há quem o faça com uma nota na mão, para atrair mais dinheiro no novo ano que entra em cena, e há quem dê três pulos com a taça de champanhe na mão sem o derramar e depois atire o líquido para trás sem olhar, para deixar para trás tudo o que de mau se passou. Se alguém for atingido neste processo não tem problema: supostamente terá boa sorte durante o ano inteiro.

★ Já que estamos a falar no champanhe: convém brindar sempre com álcool e nunca com água, seguindo a ideia antiga do álcool trazer vitalidade e saúde, como símbolo da vida que é. Para renovar as forças deve guardar até a rolha de champanhe que foi aberta e só deitar fora no ano seguinte.

Superstições de passagem de ano: comida

★ Comer as 12 passas é a superstição de passagem de ano mais conhecida. Por cada uma das 12 badaladas do ano deve-se comer uma passa e pedir um desejo que se queira ver realizado no novo ano. Na última badalada pode-se atirar uma moeda ao ar ou pular com o pé direito.
Para atrair fortuna pode ainda roer sete sementes de romã na noite de réveillon, embrulhá-las num guardanapo e guardá-las na carteira, como no Brasil. Ou colocar uma folha de louro na carteira e deixar a mesma lá ficar o ano inteiro.

★ Curiosa é também a superstição de não ingerir carne de aves na última refeição do ano para se evitar que a felicidade voe para longe. Pelo contrário, o chocolate é muito recomendado, já que atrai riquezas.

★ Para finalizar, a superstição de não se discutir no primeiro dia do ano. Se o fizer, acredita-se que nos restantes 364 dias do ano se vai repetir a mesma dose: discussões e mais barafundas.

[Texto retirado de online24]

4 comentários:

  1. Olá,
    Também te desejo um Feliz 2016, recheado de coisas boas e repleto de excelentes leituras! :)
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Olá
    Agora fiquei um bocado admirada. Pensava que conhecia algumas superstições da passagem de ano mas desconhecia a maior parte destas.
    Muito interessante :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem imaginas as figuras que eu fiz, até os meus gatos se esconderam e assanharam, ao tentar fazer quase todas ao mesmo tempo! xD

      Eliminar

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★


✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑