[Vamos ver uma série? - Opinião] Supernatural Temporadas 1 a 10 - The Road So Far (para mim)


Sou uma grande fã de Supernatural. Quando começou a dar na TV não me lembro de ligar muito por aí além, via um ou outro episódio mas nada de mais.
Só quando começou a repetir na tv e a dar as séries seguidas (detesto quando gosto de uma série ter de esperar uma semana só para ver +/- 40 minutos de episódio todas as semanas durante meses), prefiro esperar que a série avance umas boas temporadas e depois ver tudo de seguida.
Foi o que aconteceu com Supernatural, quando comecei a ver a sério, vi tudo de seguida até à sétima temporada, e depois claro, lá veio a odiosa espera por isso aguentei uns dois anos sem ver mais nenhum episódio e agora, à umas semanas atrás vi a oitava, a nona e a décima tudo de seguida e sofregamente.

Mais uma vez acabou em suspense, e agora não tenho outro remédio se não esperar que todas as semanas saia um novo episódio da a 11ª temporada até terminar, para poder ver tudo de seguida.
Até lá, o que fui fazendo? Fui vendo as temporadas de trás para a frente! Voltei a rever a sétima, a sexta, a quinta, a quarta, a terceira, a segunda e neste momento estou nos primeiros episódios da primeira temporada.

Primeira temporada
Décima temporada
Em alguns aspectos é um pouco confuso pois há certas coisas que se baralham ao ver a série assim. No entanto durante a maior parte do tempo está a ser algo fantástico de fazer pois há muitas coisas que estou a ver e a perceber de outra perspectiva, certas coisas que passaram a fazer mais sentido e se explicam, e uma das partes que mais gosto é ir vendo, a cada primeiro episódio da temporada anterior o ar de "putos" com que o Dean e o Sam vão ficando!

Então quando fui para rever o primeiro episódio da primeira temporada até notei as vozes diferentes, de putos mesmo, uma mudança incrível! Acho fantástico estas séries em que acompanhamos as personagens/actores ao longo dos anos e vemos como eles mudam. Quando mantém sempre os mesmos actores, o que eu acho óptimo, e vemos como nós mudamos também. Aconteceu o mesmo quando via "Uma Casa na Pradaria" com a minha mãe, também nessa série vi os actores a crescer, desde crianças a adultos.
Acho que isso torna as séries/histórias mais realistas.

Em Supernatural gosto das ironias, dos duplos sentidos, dos dramas, das piadas, das coisas mais sérias, do envolvimento e como tudo se liga e interliga ao longo dos anos, das temporadas, das coisas que acontecem, as histórias, a mitologia, das músicas, bem... de tudo!

Dos irmãos, o meu preferido é o Dean Winchester!!!

Ele, o estilo dele, a filosofia dele, a história dele, a lealdade, a frontalidade, ... Identifico-me. Adoro-o e claro é lindíssimo.

O Sam passa-me ao lado. Acho que é a personagem ideal para o papel, é bom actor, não imagino outro no lugar dele, no entanto não me identifico nada com ele em nenhum aspecto e não encontro nenhuma temporada ou episódio em especial que tenha gostado mesmo em especial de o ver. Quando é mau, quando é bom, basicamente é quase sempre a mesma coisa.


O meu outro SUPER preferido é o Castiel (tanto que é o nome que eu dei ao meu gato, e passo a vida a chamar pelo Castiel, um dia ele, o anjo, ainda me aparece, como aparece ao Dean quando ele o chama! Aliás o MEU Castiel (gato) é como o Castiel de Sobrenatural... Nem sempre vem quando se chama...) xD
Vem sem o chamar se for mesmo necessário! =P

Pode dizer-se que mal o Castiel fez a sua primeira (brutal!) aparição na série, me encantou logo! 
Depois, a sua frieza, a sua inocência, as asas grandes e negras a fazer sombra na parede, a sua atitude e forma de falar, a sua indiferença, a forma como vai mudando conforme vai passando o tempo... Não sei... Tudo nele me encanta. Houve certos episódios em que ele me desiludiu com as suas atitudes e acções (ou falta delas!), no entanto nunca o consegui detestar. Tal como o Dean. Adoro o Castiel e perdoo-o.  (E se na altura em que adoptei o meu Nemo andasse a ver supernatural tinha-lhe chamado Dean. Assim tinha o Dean e o Castiel em casa, mas agora já não vou a tempo, que ele está bem habituado ao nome Nemo. Eu sei porque já tentei chamar-lhe Dean e ele não me ligou absolutamente nenhuma e sinceramente soa estranho, lool).
O Castiel, tal como eu, também não tem "ligação" nenhuma com o Sam.



Outra personagem que eu adoro é o Bobby, adoro tudo nele. É bruto e sensível, é agressivo e carinhoso, é inteligente, estudioso, sábio, honesto, sincero, corajoso, preocupado... Um verdadeiro pai substituto para os rapazes. Se bem que, mais uma vez, sente-se bem que o Bobby também não tem uma "ligação" especial com o Sam, como tem com o Dean, como eu.



Outra personagem que eu aprecio bastante: Crowley, o Rei do Inferno.
Pah... Gosto! Gosto de quando apareceu, durante e no final, a evolução, o desenvolvimento. Adoro o seu sarcasmo, ironia, brincadeiras estúpidas, perspicácia e da sua  ligação com os rapazes.
Ele é tão mau, que chega a ser bom, ou é tão bom que chega a ser mau. Não sei, mas gosto dele!
Mais uma personagem que acho que tem uma ligação mais directa com o Dean que com o Sam.


Entre outras personagens que foram aparecendo também apreciei bastante algumas, mas estas acima mencionadas são as especiais, as preferidas.
De outras personagens que foram aparecendo (e umas morrendo, infelizmente) gostei também da Meg,  Ellen, Benny, Ash, Jody Mills, Pamela Barnes e até do "Morte", entre outras.


Algumas que detestei: Dick Roman, Gordon Walker, Naomi, Metatron , entre outros...



A temporada de que menos gostei foi a sétima, a história toda dos Leviathans, as personagens, incoerências, misturas e confusão..

A aparição de Castiel que me fez imediatamente ficar rendida a ele...
Uau ❤
Sem nunca esquecer que o Dean sempre que aparece também me faz ficar rendida
A minha música preferida das bandas sonoras das temporadas, a que mais me toca, é "Carry On Wayward Son". Até me arrepia...

Tanto eu a traduzi, à MINHA maneira, (por isso agradeço que se alguém a copiar, que me dê o crédito), como fui eu quem traduziu ainda mais foi uma tradução algo pessoal, não traduzi tudo à letra, houve partes que eu traduzi o que ele canta, mas de forma diferente, de forma a soar melhor em Português de Portugal e também a soar melhor para mim mesma. A tradução é exclusivamente minha, de minha autoria.

"Carry On Wayward Son"


Carry on my wayward son
There'll be peace when you are done
Lay your weary head to rest
Don't you cry no more

Ah

Once I rose above the noise and confusion
Just to get a glimpse beyond this illusion
I was soaring ever higher, but I flew too high

Though my eyes could see I still was a blind man
Though my mind could think I still was a mad man
I hear the voices when I'm dreaming,
I can hear them say

Carry on my wayward son,
There'll be peace when you are done
Lay your weary head to rest
Don't you cry no more

Masquerading as a man with a reason
My charade is the event of the season
And if I claim to be a wise man,
Well, it surely means that I don't know

On a stormy sea of moving emotion
Tossed about, I'm like a ship on the ocean
I set a course for winds of fortune,
But I hear the voices say

Carry on my wayward son
There'll be peace when you are done
Lay your weary head to rest
Don't you cry no more no!

Carry on,
You will always remember
Carry on,
Nothing equals the splendor
Now your life's no longer empty
Surely heaven waits for you

Carry on my wayward son
There'll be peace when you are done
Lay your weary head to rest
Don't you cry,
Don't you cry no more,

No more!

A MINHA tradução pessoal (Português de Portugal):

"Continua meu filho desobediente"

Continua meu filho desobediente
Haverá paz quando terminares
Descansa a tua cabeça
Não chores mais

Ah

Uma vez ergui-me sob o barulho e a confusão
Só para ter um vislumbre desta ilusão
Estava a voar cada vez mais alto
Mas voei alto demais

Embora os meus olhos pudessem ver, ainda era um homem cego
Embora a minha mente pudesse raciocinar, ainda era um homem louco
Ouço vozes quando estou a sonhar
Posso ouvi-las dizer:

Continua meu filho desobediente
Haverá paz quando terminares
Descansa a tua cabeça
Não chores mais

Disfarçado de um homem com um propósito
A minha confusão é o evento da temporada
E se eu proclamar ser um homem sábio
Bem, isso significa que nada sei

Num mar tempestuoso de agitadas emoções
Sem dúvida, sou como um navio em alto mar
Ajustei o curso dos ventos da fortuna,
Mas ouço as vozes a dizer:

Continua meu filho desobediente
Haverá paz quando terminares
Descansa a tua cabeça
Não chores mais

Continua
Irás sempre lembrar-te

Continua
Nada se iguala ao esplendor
Agora a tua vida já não é vazia
Certamente que o Céu espera por ti

Continua meu filho desobediente
Haverá paz quando terminares
Descansa a tua cabeça
Não chores,
Não chores mais

Nunca mais!

Não sei se vão gostar ou não da minha tradução, o importante é que eu goste, e esta tradução para mim faz mais sentido e faz-me sentir também.

Resumindo, é uma das séries que faz parte da minha vida e já me entreteve muito, especialmente em alturas em que mais precisava e sinto como se fossem todos, o seu todo, parte de mim.
NÃO ME CONTEM NADA DA 11ª TEMPORADA, POR FAVOR! Detesto que me contem coisas que ainda não vi/spoilers! Obrigada pelo respeito e compreensão.
E vocês? O que acham de Sobrenatural? Quais os preferidos? Quais as temporadas preferidas? O que esta série significa para vocês? 

2 comentários:

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★


✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑