[Filme - Opinião] War Horse | Cavalo de Guerra

De:Steven Spielberg
Com:Jeremy Irvine, Peter Mullan, Emily Watson
146 MIN, M/12, US, 2011
"War Horse", adaptação do livro infantil com o mesmo nome do escritor inglês Michael Morpurgo.

Sinopse
"Cavalo de Guerra" começa com uma comovente amizade entre um cavalo de nome Joey e um rapaz de nome Albert, que o doma e treina. Quando são forçados a separar-se, o filme segue a extraordinária viagem do cavalo e o seu percurso na guerra, mudando e inspirando as vidas daqueles que com ele se cruza – a cavalaria Britânica, soldados Alemães e um agricultor Francês e a sua neta – antes de a história atingir o seu clímax em pleno campo de batalha em Terra de Ninguém. A Primeira Guerra Mundial é vivida pelos olhos deste cavalo – uma viagem de alegrias e tristezas, amizade verdadeira e aventura. “Cavalo de Guerra” é uma das grandes histórias de amizade em tempos de guerra – um bem sucedido romance transformado num espetáculo que invadiu as salas de teatro internacionais com grande sucesso e que já está na Broadway. Para já chega às salas de cinema, numa adaptação épica por um dos melhores realizadores na história do cinema.
Já vi imensos filmes com cavalos, inclusive um dos mais famosos, "O Encantador de Cavalos" entre outros aos montes, por exemplo, em adolescente fui ao cinema ver, com os meus pais, a animação "Spirit - Espírito Selvagem", Westerns, Nativos Americanos e Cowboys, etc, ...
Mas apesar de eu, que fui militar da arma de cavalaria e era a única especialidade que eu queria servir, por influência ao meu fascínio pelos cavaleiros templários, apesar de ter passado tanto por infantaria como artilharia, nunca tive grande ligação propriamente com cavalos, ou antes, uma grande afinidade com os mesmos. Respeito sim, compaixão também, carinho e basicamente aquilo que sinto, por exemplo, pelos meus cães e gatos, não.

No entanto desde que me lembro que existo que sou fascinada pelos cavaleiros templários, pela cavalaria, pelo "à carga!", mas pelo cavalo em si, e já os montei, montei cavalos e até póneis, nunca senti uma grande afinidade pelos mesmos, de facto, tirando o pónei que montei, que até foi uma experiência gira, sentia mesmo medo deles.


Especialmente a primeira vez que montei um garanhão na escola prática de cavalaria que quase me atirou ao chão várias vezes, não faço ideia como consegui aguentar-me quando outros, homens e bem maiores e mais fortes do que eu foram ao chão, a força bruta daquele cavalo tão grande, a capacidade de que se quisesse, nos poderia esmagar a todos... Tinha medo e respeito pelos cavalos, e apesar de pertencer à cavalaria exercia funções com os pés no chão e evitava sempre montar.

Depois vi este filme, War Horse e passei a adorar cavalos, a achá-los fascinantes e a compreendê-los melhor. Os cavalos com que me cruzei, tal como todos os outros respectivos animais são o reflexo de quem os trata e de como foram tratados. 
TRAILER

É uma história linda, cativante, apaixonante, apesar de ser passada durante a primeira guerra mundial e assistimos a essa guerra, durante o filme vamos para os campos de batalha e é tudo realista, nada fantasioso, vemos tudo como realmente aconteceu, histórico e sangrento, mas também vemos a bondade, a honestidade, a amizade, especialmente a amizade do rapaz e do seu cavalo que é tão linda, tão soberba que me conseguiu emocionar até às lágrimas. Fiquei a admirar muito e a ver os cavalos sobre outro prisma e posso dizer que perdi grande parte do medo que tinha deles e passei a compreender melhor certas coisas e até cheia vontade de ter um amigo como o belo cavalo Joey.

5 comentários:

  1. Infelizmente nunca montei, mas sempre tive um grande fascínio por cavalos. Embora também sinta algum medo, claro. Não conheço este filme, mas já está na lista de espera! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem um pónei nunca montaste? Se não um dia levo-te eu a montares um cavalo ;)

      Eliminar
    2. Nunca, nada de nada! Está combinado então! :p

      Eliminar
  2. Adoro este filme, é simplesmente lindo! Em cerca de 3 horas de filme nunca me senti aborrecida!
    Também nunca montei, nem toquei sequer num cavalo e admito que também não é algo que queira propriamente fazer. Gosto de os ver, mas aproximar-me não me parece ehhe.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já a minha mãe achou-o aborrecido, no entanto também concordo que não me senti aborrecida, e tendo dificuldades de concentração se estiver a ver um filme aborrecido acontece-me duas coisas: ou desisto de o ver ou adormeço =P
      São gostos. A mim como me interessou tanto os relatos históricos como a história em si, adorei ver, ensinou-me algumas coisas e emocionou-me. E também me fez ver os cavalos por outro prisma completamente diferente :)

      Eliminar

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★


✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑