[Opinião] Vidas Partidas - Enfermeiros Portugueses no Estrangeiro | Cláudia Pereira

Imagem criada por filtros
Este livro destina-se a assinalar uma época histórica para a enfermagem portuguesa.Histórica pelas piores razões, como bem sabemos – cerca de 12.500 enfermeiros emigraram nos últimos anos, quase sempre tendo como destino a Europa.O livro Vidas Partidas será de consulta obrigatória quando um estudante, um investigador, um curioso, um político, se quiserem debruçar sobre a área da saúde em Portugal na primeira metade da segunda década do século XXI.
(…) Os enfermeiros portugueses descobriram não o “El Dorado”, apesar de no estrangeiro ganharem significativamente melhor do que em Portugal, mas sim o “admirável mundo novo”.(…) Os enfermeiros que partiram, partindo assim as suas vidas, descobriram, também, que os horários são para respeitar, a carga de trabalho é menor, pelo que têm mais tempo para si próprios, o rácio enfermeiro/paciente é incomparavelmente mais equilibrado e obtêm reconhecimento, rápido, pelo seu desempenho profissional, sendo, ainda, substancialmente melhores as condições gerais de trabalho. (…) É que os enfermeiros portugueses estão a ser contactados e contratados muito antes de terminarem as respetivas licenciaturas.
O livro aborda os motivos que levam à decisão de emigrar, a transformação de expetativas durante o percurso migratório e o trajeto de mobilidade profissional, através de análise e dos testemunhos dos próprios enfermeiros. A complexidade do tema exige, todavia, uma aproximação multidisciplinar das ciências sociais e, por isso, concilia várias disciplinas e áreas científicas - economia, ciência política, estudos das migrações, sociologia da saúde, Enfermagem e sociologia das migrações.

Fui emigrante em Espanha quatro anos, e os meus pais ainda lá estão. Há casos em que as pessoas se adaptam tão bem no estrangeiro, que já nem se imaginam a voltar. Outras pensam voltar à pátria na reforma, e outros, como eu, é tipo: fui e voltei!! E ainda outros que simplesmente não conquistaram o seu lugar no estrangeiro....

No meu caso, eu estava mesmo infeliz longe do meu país e pensava todo o dia em voltar, até que foi o que acabei por fazer e cá estou...

Com esta maldita crise mundial está mau em todo o lado. Uns pessimamente, uns muito mal, outros mal, outros menos mal, mas está mal em todo o lado. Neste livro temos os testemunhos de enfermeiros nestas situações que eu referi acima... É um livro composto por entrevistas aos nosso enfermeiros que estão a trabalhar no estrangeiro, em diversos países.
Como é a vida deles lá, como são vistos (sendo enfermeiros portugueses), como são tratados, o que acham do trabalho que fazem lá e do país, se pensam voltar,

A primeira parte do livro é um estudo/pesquisa sobre os enfermeiros portugueses no estrangeiro. O restante é entrevista a diversos profissionais desta área e a sua experiência de vida como enfermeiros portugueses no estrangeiro. Há histórias incríveis. Umas pelo lado positivo, outras nem tanto... Foi interessante explorar desta forma formas de ver o mundo e viver tão diferentes, e ler opiniões tão pessoais e sinceras de quem passa pelo que passa nestas situações...

É um livro muitíssimo interessante para os profissionais da área, tanto os que exercem aqui em Portugal como lá fora, e até mesmo pelos estudantes de enfermagem, para os que apenas queiram saber como é que é a vida de um enfermeiro em diversos países, seja por curiosidade ou por terem interesse também em emigrar. Aparecem aqui países desde nova Zelândia à Arábia, Suiça, Reino Unido, Bélgica, Alemanha, França, Noruega, .....

2 comentários:

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★


✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑