[Autores Luso Venezuelanos] J. A. Alves

Nascido em Caracas (Venezuela) em 1972, J. A. Alves desde cedo entrou no mundo literário. Sendo um fã incondicional de Star Wars e colecionador de figuras, veículos e merchandising da saga. Foi mesmo com a novelização do filme de George Lucas que, aos 8 anos de idade, apanhou o gosto pela leitura. Para além de desenhar e pintar, também tem como hobbie o cinema, especialmente de ficção científica, fantasia e terror. Já fez parte de um grupo de danças latinas e o seu primeiro romance publicado em 2012, intitula-se La Dueña, Devoradora de Homens.

Obras publicadas:

" Devido a um parto difícil, Yolanda foi prometida a uma santa local. Cresceu com o estigma desta promessa, da qual nada sabia. No pequeno povo do interior de Los Llanos, a desolada planície do centro da Venezuela, ninguém se lhe aproximava. Para se libertar Yolanda faria um pacto com o Diabo: seria bela e rica para sempre à troca de todas as almas dos homens que se lhe aproximassem. Anos depois um jovem americano e a sua noiva viajam até Los Llanos para reclamarem uma fazenda deixada em herança... "
" Naquele momento, a Galáxia estava virada para os acontecimentos que sucediam entre os dois Sistemas estelares vizinhos, separados pelo deslumbramento de uma estrela encarnada e por uma devastadora guerra religiosa que já durava há algumas décadas. Constava-se que  os eventos entre Sistema Encarnado e Cloud tiveram o seu génesis no momento da  descoberta de um portal infernal, algures na zona de El’Kabur – o lado mais escuro do Universo, por conquistadores cloudeanos a mando dos seus ambiciosos ministros, libertando um exército de criaturas lideradas pelo Sem Corpo, um ser superior cuja maior ambição era conseguir um corpo físico que durasse uma eternidade e assim conseguir reconstruir o seu império, tendo Cloud como um dos seus objectivos.Governado há tempos idos por uma casta de monges reis, que cultivavam a prática de uma antiquíssima religião pacífica, mas poderosa, que simplesmente denominavam como Disciplina, Encarnado enfrentava os seus próprios problemas. Idris, o atual monge rei, vê-se obrigado a abandonar o Sistema, deixando-o desfragmentado. Ele sabe que terá que sacrificar a esposa e os quatro filhos por um bem maior. A luta entre a Luz e as Sombras não se fará esperar. "

Sem comentários:

Enviar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★


✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑