[Opinião] Nunca Digas Adeus | Lesley Pearse


Num chuvoso dia de outono, Susan Wright entrou numa clínica, matou duas pessoas a sangue-frio e aguardou que a polícia chegasse. Terá sido um ato de loucura? Uma vingança planeada? Susan não parece interessada em defender-se e recusa falar. O seu silêncio estende-se a Beth Powell, a advogada a quem é atribuído o caso. Beth é uma mulher de sucesso com uma carreira brilhante mas nada a preparara para o momento em que identifica a autora daquele crime tão bárbaro. Quando eram crianças, Beth e Susan juraram ser amigas para sempre. Vinte e nove anos depois, mal se reconhecem. Mas as memórias dos verões felizes das suas infâncias são suficientemente poderosas para as unir de novo. Enquanto as provas contra Susan se acumulam, elas partilham recordações e revelam os segredos que ditaram o rumo das suas vidas. A amizade entre as duas mulheres torna-se cada vez mais forte mas sobre uma delas pende a implacável mão do destino…

Uau... Foi o que pensei quando acabei a leitura deste livro de Lesley Pearse, TÃO extraordinariamente diferente de todos os outros. Especialmente por se parecer tanto com o género policial, houve partes que parecia que eu estava a ver um daqueles episódios estilo CSI. E é raro ver ou ler policiais, apesar de ultimamente me estar a virar mais para esse género de leitura, por já estar um pouco saturada do "vira-o-disco-toca-o-mesmo" de romance e lamechice.

Intensa e compulsiva é como descrevo esta leitura. Fez-me lembrar um bocado o género Jodi Picoult, com as voltas e reviravoltas e o facto de primeiro pensarmos uma coisa e depois descobre-se que afinal ou é ou pode ser outra e em determinado ponto ficamos mesmo sem saber o que pensar e em que acreditar, para depois sermos bombardeados com os acontecimentos e a verdade e até fiquei K.O.

Uau... mais uma vez o digo.. Que leitura forte... E não o digo por ser o livro mais chocante ou mórbido que tenha lido nem nada do género, para mim o mais intenso foi mesmo toda a história de Susan e depois o seu envolvimento com Beth e toda a história que está por trás, pelo meio e o depois.... Fiquei de coração partido pela história de Susan e se fosse eu no lugar dela,.... Mas eu (infelizmente!) sei bem o que dói, o que custa, parecer que o mundo não têm um lugar para nós, e tentamos tanto, com tanta força encontrarmos o nosso lugar, a nossa função, fazer a diferença, fazer sentido para depois tudo parece que está a tentar "apagar-nos"... 

Já li esta história há uns bons tempos atrás, e ainda me lembro de quase tudo. Ficou mesmo gravada em mim e no meu espírito.... Não consegui de forma alguma pousar o livro até ficar a saber TUDO!

Beth também tem a sua história, um passado e credo... Elas duas o que passaram e depois como tudo se envolve é tão intenso que me retirou o fôlego várias vezes, até porque eu fiquei mesmo a gostar delas duas e ir descobrindo todos os segredos de uma e de outra até me abalou...

Super recomendado para quem procura uma leitura muito emotiva, a um ritmo vertiginoso e para ler de forma compulsiva.

9 comentários:

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★


✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑