[Opinião] Vendetta | Catherine Doyle

As coisas não andam a correr lá muito bem para a jovem Sophie Gracewell. O pai está preso, a mãe trabalha dia e noite para conseguir sustentar a família, e ela própria tem que ajudar no restaurante da família. Para além da sua amiga Millie, não se passa grande coisa naquele pequeno subúrbio de Chicago onde vive. Mas tudo está prestes a mudar. A velha casa abandonada lá da rua está habitada pela primeira vez desde há imensos anos. A nova família é composta por cinco irmãos e, para Sophie e Millie, parece saída de um sonho. Quando dois dos irmãos vão até ao restaurante, ambas ficam caídas pelos rapazes e, de repente, o verão até parece mais luminoso. No entanto, nem tudo é o que aparenta ser. É que os dois bonitos rapazes são parte de um problema bem maior. São parte da família Falcone, bem conhecida pela sua má reputação e, pelos vistos, Sophie não é bem vinda à casa dos Falcone. Ela não consegue perceber o porquê, e a sua paixão pelo belo Nic faz com que não desista sem primeiro dar luta.É garantido que o sangue vai jorrar e os corações se vão partir.

Romeu e Julieta é algo que eu estimo muito, é das raríssimas coisas "lamechas" que eu suporto, já desde muito pequena que é uma história para mim especial, seja a versão da história qual for e tudo o que se assemelha. Este livro é inspirado em Romeu e Julieta e em certos aspectos é parecido, no entanto mais juvenil, contemporâneo, e... diferente.

Gostei da história em si, é original, interessante, no entanto.... Há uns quantos "no entanto"... Esta história poderia estar muito, mas muito melhor explorada. Começando pela tradução para português de Portugal, a qual eu não gostei mesmo nada e a revisão, pois há muitos erros e até lapsos, como palavras pegadas e faltas de espaço, e isso tem de ser imensamente melhorado, pois afecta a leitura. O facto de os diálogos serem "entre aspas" é para mim, pessoalmente, confuso, por normalmente usam-se para insinuar algo, por exemplo ou até mesmo associar a um pensamento que a personagem esteja a ter, no entanto já li outros livros assim formatados e o que me confundiu mais nem foi tanto esse aspecto, pois acabo por me habituar, foi mesmo a tradução em si.

O facto de não colocarem pronomes pessoais em lado nenhum é para mim uma aflição e extremamente confuso. Tipo :"...Eu vi a forma como olhas para Nic, Soph - disse Millie...", ", "...Prazer em conhecer, sou Sophie...", toda a narração e diálogos assim que durante a leitura são bem mais confusas, não gosto mesmo. Uma coisa é não usar pronomes quando não há necessidade, outra é não usar em absoluto, em parte alguma.
Melhorando nesses aspectos, as próximas edições serão fantásticas, pois o material do livro é bom, a capa é linda, e as gravuras do livro são lindas.
Relativamente à história em si, tem partes mesmo muito interessantes, bem exploradas, no entanto tem outras que a história torna-se previsível, imatura e aborrecida. E depois lá vem mais partes interessantes, algum drama, mistério, suspense.. E depois mais cenas óbvias e imaturidade.
Inclusive considero que a narração, na maior parte das vezes é bastante interessante e o enredo também, mas mal aparece os diálogos estraga logo tudo. Temos situações que acontecem muito interessantes, mas quando as personagens falam, sejam elas adolescentes ou já adultos de meia idade, parece que falam todos bem... de forma imatura. Mais para o final, que é quando fiquei mesmo agarrada ao livro nota-se uma diferença enorme entre a narração do que está a acontecer e as coisas que se vão desvendando que são mesmo interessantes mas quando uma personagem fala quebra logo a emoção... A autora vai ter de começar a desenvolver os diálogos da mesma forma como desenvolve a narração, e então ai sim, será uma história brutal! E também criar ainda mais mistério e não dar as cartas quase todas na mesa e tornar certas cenas demasiado previsíveis.

Resumindo, está aqui uma boa história, uma boa ideia, com uma boa dose de aventura, suspense, mistério, sarcasmo, drama e romance, balança entre o sério e o imaturo, algo a melhorar, no entanto e fiquei mesmo curiosa em ler a continuação.


4 comentários:

  1. Olá,
    Tenho este livro para ler. Infelizmente, cada vez mais, as traduções e revisões ficam aquém do que seria um trabalho bem feito. Li a opinião e, apesar dos aspectos negativos apontados, espero também encontrar pontos positivos tal como foi referenciado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já houve livros que eu desisti logo de ler devido à má tradução.
      Não foi o caso deste, que apesar de tudo a história me foi conquistando.
      É uma pena isto acontecer, com tantos bons tradutores e revisores no desemprego... Ou a trabalhar para/e no estrangeiro...

      No entanto a própria história em si, da parte da autora, como referi, poderia ter sido melhor explorada, mais para o meio/fim do livro fica mesmo muito interessante e até emocionante, mas os diálogos não estão bem trabalhados nem maturos, o que com a tradução não sei se veio ajudar ou não, mas um poquinho de melhoramentos na tradução/revisão e mais maturidade na história, ficará sem dúvida um história brutal.
      Estou muito curiosa com a continuação :)

      Eliminar
  2. Gostava de ler este livro. Não sabia que tinha continuação.
    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é uma trilogia ;)

      "Inspirada pelo Romeu e Julieta de Shakespeare e por histórias de mafiosos, este romance passa-se na Chicago dos nossos dias"

      Eliminar

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★


✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑