[Opinião] Cartas de Amor aos Mortos | Ava Dellaira

SINOPSE
Após a trágica morte da irmã mais velha, Laurel sente o mundo ruir. Com a separação dos pais, tem de viver com a tia, uma católica fervorosa que lhe impõe rígidas normas de comportamento. Numa aula de Inglês, a professora desafia os alunos a escreverem uma carta a alguém que já morreu. Laurel dirige a primeira carta a Kurt Cobain, porque a irmã adorava esse cantor. A partir daí, sucedem-se missivas endereçadas aos seus ídolos do cinema, da música e da literatura - todos mortos. Nas cartas, Laurel aborda facetas cativantes dos seus ídolos e partilha momentos marcantes da própria vida, dos novos amigos ao primeiro amor. Contudo, continua atormentada pelo passado, e apenas poderá libertar-se quando enfrentar o mistério que envolve a morte da irmã.

Este livro foi-me oferecido pela caríssima Nádia Santos do blog "Livros nas Estrelas".

Só o título me despertou logo a atenção, muito interessante e original, tal como a história em si.
É um romance estilo young adult, cheio de drama, de mistério, de crises adolescentes, existenciais, sério e realista. E melhor de tudo, imprevisível, pois certas situações apanharam-me desprevenida e chocaram-me...

Vamos descobrindo o que se passou e se vai passando em forma de cartas que Laurel escreve a alguns famosos/estrelas que morreram (trágica e precocemente), expondo na sua apreciação aspectos muito interessantes desses famosos, factos interessantes para nós, leitores, e também partilhando os seus medos, dúvidas, o dia-a-dia, e partilhando revelações de arrepiar, trágicas e inesperadas...

Este livro agarrou-me do princípio ao fim, pela sua originalidade, pela intensidade da história, pela forma de escrita, simples, fluída, completa, e deixo-me com a cabeça completamente à volta, sempre a pensar no que tinha acabado de ler sempre que fechava o livro.

No entanto, não pensem que o estilo do livro é só tipo "carta", o decorrer da história é bem narrada, com os acontecimentos presentes em forma de um habitual romance, as memórias das tragédias ocorridas, que vamos descobrindo conforme ela vai ganhado coragem para desabafar nas cartas, sim é que dá à leitura o ritmo de uma carta/desabafo, mas mesmo assim sempre escrita de forma excelente, fluída e muito interessante. De resto, quase todo o livro é como um romance habitual: uma adolescente, o divórcio dos pais, novas amigas, uma paixoneta, crises próprias da idade, incertezas, muita tristeza, o que ela faz para tentar superar tudo o que acontece, buscando um sentido nas coisas e na sua vida, com uma dose excelente de mistério à mistura, fiquei de tal forma ligada à história que senti que a estava a viver ao lado de Laurel, que é uma personagem que me encantou, apesar das suas fraquezas, do seu sentimento de culpa, de certas atitudes menos corretas, têm um espírito muito forte, e um coração de ouro.

Gostei mesmo muito.

Sem comentários:

Enviar um comentário

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★


✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑