Opinião Filme: O Amor Acontece

26 de dezembro de 2017

Título original: Love Actually
De: Richard Curtis
Com: Emma Thompson, Hugh Grant, Liam Neeson, Lúcia Moniz
Género: Drama, Comédia Romântica
Classificação: M/12
Outros dados: 2003, Cores, 135 min.
É a primeira longa-metragem de Richard Curtis, o argumentista dos grandes sucessos "O Diário de Bridget Jones", "Notting Hill" e "Quatro Casamentos e um Funeral" e conta com grandes estrelas do género nos principais papéis: Hugh Grant, Emma Thompson, Laura Linney, Liam Neeson, Rowan Atkinson... e a portuguesa Lúcia Moniz. O filme segue a vida de oito casais que têm de lidar com o início ou com o fim de um amor, em Londres, em plena quadra natalícia.

Quem me conhece (e segue este blog) sabe que não sou dada a lamechices. E não digo por dizer ou para parecer "durona", porque isso não me diz nada, sou quem sou e como sou, e honestamente não gosto nada de cenas lamechas e pirosas. Incomoda-me mesmo.

Com isto não quer dizer que não goste de romance, mas na dose certa, e romance com classe, romance verdadeiro e cheio de estilo, agora cenas mesmo lamechas e até exageradas, não, não gosto mesmo.

Portanto, é estranho eu gostar de um filme que é cheio de clichés e de cenas previsíveis e em certas partes algo lamechas, mas a verdade é que gosto mesmo deste filme, e além de já o ter visto várias vezes, é um dos filmes que vejo sempre por esta altura natalícia.

TRAILER

No entanto, uma parte que me emociona profundamente neste filme é a parte final dos encontros no Aeroporto.
Talvez seja por eu viver longe de toda a minha família, mas essa parte é a parte que me enternece profundamente...

Mesmo havendo cenas algo lamechas, também tem cenas que eu gosto mesmo e acho cheias de estilo, cenas de um romântico bonito como eu gosto, como é por exemplo a parte final do casamento:


Outra parte do filme que simplesmente ADORO, é a parte em que Portugal (PORTUGAL!!) aparece, e não só Portugal, mas a minha querida Lisboa, cena essa que apesar de estar cheia de clichés e retratada de uma forma exagerada, tipo: os homens portugueses têm MESMO de ter bigode e estar a tocar guitarra e a cantar o fado? LOOL, a sério... 
E têm de falar de uma forma assim tão estranha e exagerada?
E claro... têm de ter um restaurante, estar num restaurante, ou melhor ainda, uma TASCA, ou servir à mesa...?

Mas no fundo essa é outra parte que adoro e me emociona...


Talvez pelas saudades loucas que eu tive de Portugal quando vivi no estrangeiro, a verdade é que sempre que Portugal aparecia nos filmes, séries, telejornal, emocionava-me e ainda me emociona e adoro quando isso acontece...

Outra cena que aprecio, e que esteve tanto na moda depois do filme estrear que centenas de pessoas pelo mundo começou a fazer o mesmo, é esta:


Uma cena que se tornou super cliché, mas neste caso é enternecedora, é a perseguição pela amada no aeroporto, antes do seu avião (e ela) partirem:


E uma cena para rir, que basicamente é as figuras que eu mesma faço quando danço:


E muitas cenas mais... Como não gostar deste filme? Tantos actores maravilhosos, e todos juntos!
Tantas histórias interligadas, tanto sentimento, lições de vida, emoções, tanta coisa a acontecer ao mesmo tempo, é um filme cómico, romântico, dramático, com uma boa pitada de aventura, .... É um filme, pura e simplesmente, ... repleto!


4 comentários:

  1. Também gostei muito deste filme. Adoro filmes que têm várias histórias, várias personagens não interligadas mas que no fim até estão interligadas.

    ResponderEliminar

★ Todos os comentários são muito importantes, são o que dão vida a este blog. Obrigada por comentar e assim fazer parte deste espaço! ★


✉ Para receber a minha resposta, clique ✔ em Notificar-me ☑